Arquivo de março de 2011

Insights iniciais para um projeto de juventude

Nenhum comentário » quinta-feira, 31 de março de 2011

Inicialmente, eu faria um curriculum que ensinasse o jovem a ser gente. Um curriculum que contemple várias disciplinas e temas que formem o caráter humano do jovem, de forma que ele consiga aplicar tais conhecimentos em seu dia-a-dia para que “vejam as suas boas obras e glorifiquem o Pai que está nos céus”.

Concentramos muito de nossos esforços em ensinar o jovem a ser “crente”. A como deve falar enquanto crente, como deve se portar, o que deve ouvir ou ler, o que não deve fazer, onde deve frequentar, tudo baseado na equação pode/não pode. Ensinamos o jovem o “ethos” evangélico, vivido especialmente no domingo, mas não o ensinamos a se portar socialmente, se inserir no mundo, desenvolver sua vida e vocação de forma integral.

Vivemos num contexto urbano, acelerado, sem tempo, com agendas cheias. Nossa juventude sofre muito cedo a pressão desta “roda viva”. Têm que decidir o que farão, o que serão, com quem se relacionarão, sem que tenham base emocional ou lastro de maturidade para tal. Por conta disso fazem o que fazem, são o que são e convivem com quem convivem sem saber os porquês. Corremos o risco, em suma, de passarmos pela história como uma geração irrelevante.

Proponho apresentarmos o jeito cristão de se viver a vida de forma integral, encorajando o jovem a um compromisso pessoal e comunitário com Cristo e a ter na missão de seu Reino sua proposta de vida e o alicerce de suas decisões e ações.

Deveríamos usar os sábados para trabalharmos temas tais como “Ciência e Fé”, “Introdução à Missão Integral”, “Arte como Expressão de um Deus Criativo”, “Ano do Planeta”, “Sexualidade”, “Espiritualidade do Jovem no Meio do Caos”, “Por falta de utopia o jovem se corrompe”, temas multidisciplinares, com preletores ligados às áreas, de forma que o jovem tenha a possibilidade de responder quatro perguntas fundamentais em sua vida:

Que Deus eu sirvo? (Espiritualidade)
O que eu nasci para fazer/ser? (Vocação)
Com quem vou me relacionar familiar, afetiva e fraternalmente? (Relacionamentos)
Que tipo de gente estou me tornando? (Caráter)

Além disso, desenvolver projetos que os levem a uma vivência do tema, com o objetivo de oferecer ao jovem a oportunidade de ver, sentir e agir numa nova perspectiva de vida à partir dos conceitos aprendidos, vivenciados e praticados.

Isso sim, além de apresentar uma proposta de um viver integral, ajuda o jovem em sua formação não só como crente, mas como gente, afinal foi para o exercício de nossa humanidade que fomos reconciliados e redimidos.

fonte: http://fabriciocunha.com.br/

Oportunidade

Nenhum comentário » quinta-feira, 24 de março de 2011

A Coordenadoria da Juventude em parceria com Instituto Via de Acesso
oferece vagas no Programa Desenvolvimento de Talentos – Habilidades
Capitais, para jovens que têm idade entre 16 e 29 anos que querem
ingressar ou que pretendem se destacar no mercado de trabalho.
O curso tem duração de 10 dias úteis e é composto pelos seguintes módulos:
Marketing Pessoal e Processo Seletivo; Comunicação e Expressão Verbal;
Comunicação Escrita; Relacionamento Interpessoal; Trabalho em Equipe;
Escolha Profissional: muitas possibilidades; Conhecendo o mercado de
trabalho: o presente e o futuro de sua vida; Aprendendo a aprender;
Criatividade: só existe em sua imaginação; Sustentabilidade: o que vai
ser de você no futuro?
O curso é ministrado na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, 2.050 – 12º
andar (em frente ao Extra Brigadeiro).
Horários disponíveis: manhã das 09h às 12h e tarde das 14h às 17h.
Para mais informações, entre em contato no telefone 3113-9763 ou pelo
e-mail juventude@prefeitura.sp.gov.br

Terremoto do Japão: pastor revela como é o trabalho dos evangélicos no país.

Nenhum comentário » terça-feira, 22 de março de 2011

Líderes religiosos brasileiros que atuam no Japão têm realizado um trabalho incessante de atendimento às vítimas da tragédia. Um desses exemplos de solidariedade é o pastor Victor Pinheiro, da Comunidade Evangélica Vida Abundante, no Japão. Ele relatou o drama e o esforço para levar donativos aos locais mais afetados do país ao site evangélico Creio.

“As igrejas na nossa região estão se unindo com o mesmo propósito de arrecadação de donativos e informação para chegarmos ao local. Nesse momento estamos aqui na igreja é 1h da manhã (13 horas aqui no horário de Brasília) esperando cinco caminhões que virão buscar os alimentos. Várias igrejas de várias denominações entraram em contato e deixaram donativos aqui conosco e nós também iremos levar donativos a outra igreja até sexta-feira, 18, para uma próxima leva de donativos ao local. A principal ação é arrecadar donativos somente, devido à dificuldade de acesso ao local. A importância do Cristianismo nessa hora é única: Solidariedade. Temos que ser os braços e as pernas de Jesus, deixando de lado qualquer hipótese de definir a tragédia com teologias e “achometros” que não levam nenhuma comida a boca de ninguém. Oramos durante o acontecimento e clamamos a Deus por misericórdia e agora é hora de agir, por isso estamos aqui incansáveis até ver esses donativos chegarem até essas pessoas, pois isso também é reino de Deus. ”, declarou Pinheiro, que prega em Nihon, localidade próxima ao local afetado.

fonte: http://www.sepal.org.br/novo/index.php?option=com_content&view=article&id=3606:terremoto-do-japao-pastor-revela-como-e-o-trabalho-dos-evangelicos-no-pais&catid=33:internacional&Itemid=141

Fundo ONU-HABITAT apoia financeiramente projetos de jovens

Nenhum comentário » quinta-feira, 3 de março de 2011

 Organizações lideradas por jovens de países em desenvolvimento podem candidatar-se, até o dia 15 de abril, a apoio financeiro oferecido pelo ONU-HABITAT.

O Fundo ONU-HABITAT para jovens urbanos repartirá U$ 1 milhão (em parcela única de U$ 25.000 por entidade) a organizações lideradas por jovens de 15 a 32 anos, para a implementação de novas ideias em temas como a geração de emprego, governança urbana e moradia. Não há restrições quanto ao tamanho das cidades.

O Fundo promove a redução da pobreza, um dos Objetivo de Desenvolvimento do Milênio, que também integra a Agenda Habitat por cidades melhores, mais sustentáveis e justas nos países em desenvolvimento. Um bilhão de pessoas vivem em assentamentos precários em todo o mundo -mas de 70% delas têm menos de 30 anos.

Integrante do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia, a ONU-HABITAT (Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos) tem o objetivo de promover assentamentos humanos social e ambientalmente sustentáveis proporcionando moradia adequada para todos e todas.

Para mais informações, acesse:
www.unhabitat.org/youthfund  

Fonte: http://www.soudapaz.org/jovememacao/Home/tabid/861/EntryID/1499/language/pt-BR/Default.aspx